Planning Poker: estimativas ágeis em 7 passos

Como fazer estimativas ágeis precisas: Um guia funcional do Planning Poker em 7 passos simples.

Planning Poker é uma técnica usada em projetos ágeis para estimar o esforço necessário para cada tarefa. A técnica envolve toda a equipe de desenvolvimento, que atribuirão “pontos” para cada item do projeto com base na dificuldade percebida em completá-lo.

O que é Planning Poker?

O Planning Poker é uma ferramenta essencial para estimativas ágeis. Utilizado principalmente em metodologias ágeis de desenvolvimento de software, como o Scrum, o Planning Poker permite que equipes estimem o esforço necessário para a conclusão de determinadas tarefas ou projetos.

Estimativa de desenvolvimento para metodologias ágeis: planning poker.
O planning poker envolve a escolha de cartas com números para indicar a dificuldade percebida das tarefas, permitindo que a equipe colabore na estimativa de tempo e recursos necessários para o projeto.

Através de uma abordagem colaborativa e baseada no consenso, os membros da equipe usam cartas com valores numéricos para indicar sua estimativa para cada item a ser estimado. Essa técnica ajuda a evitar viéses individuais e promove a participação ativa de todos os membros da equipe no processo de estimativa.

O Planning Poker também ajuda a criar um ambiente de trabalho mais transparente e facilita a comunicação entre os membros da equipe, permitindo que todos tenham uma visão compartilhada sobre o esforço necessário para a conclusão de cada tarefa ou projeto.

Planning Poker e a Sequência Fibonacci

No centro do Planning Poker, está uma sequência especial de números conhecida como sequência de Fibonacci, que começa com 0 e 1, e cada número seguinte é a soma dos dois anteriores (0, 1, 2, 3, 5, 8, 13…).

Artigos relacionados

A sequência de Fibonacci é uma escolha popular para o Planning Poker porque os números aumentam gradualmente e não aumentam linearmente. Por exemplo, a diferença entre 1 e 2 é menor do que entre 5 e 8. Isso reflete a ideia de que a incerteza e a complexidade aumentam exponencialmente à medida que as tarefas se tornam maiores.

Planning poker: explorando a fascinante razão áurea, proporções e números de fibonacci
A razão áurea é observada no planning poker na razão do valor das cartas. Ela ocorre quando duas quantidades têm uma proporção igual à proporção da soma delas para a maior quantidade; essa proporção é próxima de 1,618034, sendo observada em números consecutivos da sequência de fibonacci.

Ao usar a sequência de Fibonacci, os membros da equipe podem atribuir pontos de estimativa a cada tarefa com base em sua complexidade relativa.

Por exemplo, uma tarefa simples e de baixa complexidade pode ser atribuída ao número 1, enquanto uma tarefa extremamente complexa pode ser atribuída ao número 13.

Essa abordagem permite que a equipe leve em consideração a incerteza e a complexidade inerentes ao desenvolvimento de software.

No final do processo de estimativa, a equipe soma os pontos de estimativa atribuídos a cada tarefa. Essa soma representa a quantidade total de trabalho que a equipe espera realizar em uma iteração ou sprint. Com base nessa estimativa, a equipe pode planejar adequadamente suas próximas etapas e definir metas realistas.

Vantagens e Desvantagens do Planning Poker

Assim como qualquer método ou técnica utilizada em projetos, o Planning Poker apresenta tanto vantagens quanto desvantagens. O Planning Poker é uma ferramenta colaborativa que promove a participação de todos os membros da equipe e melhora a precisão das estimativas.

Além disso, ele proporciona uma melhor comunicação e conscientização sobre o escopo do projeto. Porém, o processo pode ser demorado e pode surgir discordância entre os membros da equipe, além de subjetividade e influência nas estimativas.

Vantagens em utilizar o Planning Poker

  • Colaboração: O Planning Poker incentiva a participação ativa de todos os membros da equipe, promovendo uma tomada de decisão mais colaborativa e democrática.
  • Comunicação: Ao discutir cada User Story, a equipe pode esclarecer dúvidas, compartilhar perspectivas e alcançar um entendimento comum, melhorando a comunicação interna.
  • Precisão: Como cada membro da equipe oferece sua perspectiva única, a estimativa resultante tende a ser mais precisa.
  • Conscientização: O Planning Poker permite que todos os membros da equipe tenham uma compreensão clara sobre o escopo e a complexidade da tarefa, permitindo uma melhor gestão das expectativas.

Desvantagens em utilizar o Planning Poker

  • Tempo: Dependendo do tamanho e complexidade do projeto, o Planning Poker pode ser um processo demorado.
  • Discordância: Pode haver tensões se os membros da equipe não conseguem chegar a um consenso.
  • Viés: Mesmo que as votações sejam feitas simultaneamente para minimizar a influência, ainda podem haver situações onde alguns membros da equipe sejam influenciados pelas escolhas dos outros.
  • Subjetividade: As estimativas de esforço podem variar muito entre os membros da equipe baseadas em suas habilidades e experiências individuais. Isso pode levar a discrepâncias significativas nas estimativas.
  • Eficácia: O Planning Poker pode não ser tão eficaz em equipes que não estão bem familiarizadas com a metodologia Scrum ou com a natureza e dimensão das tarefas que estão sendo estimadas. A eficácia do processo também depende em grande parte da disposição da equipe em participar e discutir de maneira aberta e construtiva.

Como funciona o Planning Poker

O Planning Poker é um jogo que times usam para estimar o quanto de trabalho é necessário para realizar determinadas tarefas em um projeto. Pense nele como um jogo de cartas.

Cada membro da equipe recebe um baralho de cartas, mas ao invés dos tradicionais naipes, estes baralhos contêm números que representam a quantidade de trabalho que a equipe acha que cada tarefa levará.

Quando a equipe está pronta para jogar, eles começam examinando uma tarefa ou atividade. Cada pessoa escolhe uma carta que acredita representar a quantidade de trabalho que essa tarefa exige. Uma vez que todos escolheram suas cartas, todos revelam sua escolha ao mesmo tempo.

Se todos concordam com a quantidade de trabalho necessária, essa tarefa recebe a pontuação escolhida. Se houver uma grande discrepância entre as escolhas, então a equipe discute por que alguns membros acham que a tarefa é mais ou menos trabalhosa.

Após a discussão, eles jogam outra rodada de cartas para ver se podem chegar a um acordo. É um jogo de tomada de decisão e consenso que facilita a todos no time entender a extensão do trabalho necessário para cada tarefa do projeto.

Isso ajuda a garantir que todos na equipe tenham uma visão clara de quanto trabalho cada tarefa envolverá e quão complexa ela poderá ser, ajudando a planejar melhor o tempo e os recursos.

A simplicidade do Planning Poker permite que até mesmo aqueles que não têm experiência com a metodologia ágil ou Scrum possam participar e compreender efetivamente o processo. E como também promove o diálogo e discussões construtivas, a técnica ajuda ainda a fortalecer o trabalho em equipe.

Planning Poker em 7 passos

O processo de Planning Poker, utilizado para a avaliação e estimação de tarefas em projetos ágeis, pode ser facilmente executado seguindo sete passos simples. Esta técnica envolve discussões interativas e um sistema de votação que permitem que cada membro da equipe contribua com sua visão sobre o esforço necessário para realizar cada tarefa do projeto.

Os 7 passos que estão listados abaixo formam um roteiro prático para a implementação bem-sucedida do Planning Poker. Cada um desses passos será posteriormente detalhado, proporcionando um entendimento completo dessa poderosa ferramenta de estimativa e planejamento de projetos.

  1. Organize e prepare a sessão de Planning Poker.
  2. Apresente a User Story para a equipe.
  3. Permita períodos de discussões abertas após a apresentação.
  4. Faça votação secreta em relação ao esforço necessário para completar a User Story.
  5. Faça a revelação conjunta das cartas selecionadas.
  6. Discuta as discrepâncias nas estimativas.
  7. Repita o processo de discussão, votação e revelação até alcançar um consenso.

1º passo: Organizar e Planejar a Sessão

Antes de iniciar a sessão de Planning Poker, organize uma lista das User Stories que precisam ser estimadas. As User Stories devem ser claras, concisas e devem ter ao menos um esboço de aceitação. Cada membro da equipe deve receber um conjunto de cartas de Planning Poker.

2º passo: Apresentar a User Story

No início da sessão, o Product Owner ou o Scrum Master apresenta a primeira User Story para a equipe. Deve-se fornecer detalhes suficientes para que os membros da equipe possam compreender adequadamente os requisitos e a funcionalidade desejada.

3º passo: Discussão Aberta

Após a apresentação da User Story, permita um período de discussão aberta. Os membros da equipe podem fazer perguntas, solicitar esclarecimentos e expressar opiniões. Todos na equipe devem ter uma compreensão clara da User Story antes de prosseguir.

4º passo: Votação Secreta

No final da discussão, cada membro da equipe seleciona uma carta de seu baralho que a credita representar o esforço necessário para completar a User Story. Cada pessoa deve fazer sua escolha de forma independente, para não ser influenciada pelas decisões dos outros.

5º passo: Revelação das Cartas

Uma vez que todos na equipe tenham escolhido uma carta, todos devem revelar suas cartas ao mesmo tempo. Isso evita que qualquer participante mude de opinião baseado nas escolhas dos outros.

6º passo: Discussão sobre Discrepâncias

Se houver uma grande diferença nas estimativas, permita um tempo para discussão. Os membros da equipe com as estimativas mais altas e mais baixas devem explicar seu raciocínio. Use essas discussões para esclarecer mal-entendidos e compartilhar diferentes perspectivas.

7º passo: Repetição

Após a discussão, o processo é repetido – discussão aberta, votação secreta e revelação das cartas – até que a equipe chegue em um consenso sobre a estimativa. Uma vez que um consenso seja alcançado, registre a estimativa e passe para a próxima User Story.

Top 3 apps Gratuitas de Planning Poker

Aqui estão três aplicativos gratuitos recomendados para facilitar o processo de Planning Poker. A seguir, detalharemos os prós e contras de cada um, para ajudá-lo a tomar uma decisão informada sobre qual ferramenta é mais adequada às necessidades da sua equipe.

Os aplicativos são: Scrum Poker for Jira, uma opção integrada ao Jira para agilizar o processo de estimativa; PlanITpoker, uma plataforma versátil e customizável para criação e estimativa de User Stories; e Scrumvee, uma plataforma online fácil de usar, com recursos para convidar a equipe, estimar User Stories e acompanhar o progresso do planejamento.

Scrum Poker for Jira

O Scrum Poker for Jira é um aplicativo que permite realizar o Planning Poker diretamente no Jira, uma plataforma popular de gerenciamento de projetos Agile.

Prós do :

  • Integração direta com o Jira
  • Facilidade de uso
  • Acompanhamento do progresso do planejamento

Contras do Scrum Poker for Jira

  • Disponível apenas para dispositivos Android
  • Requer conta no Jira para utilização completa
  • Recursos limitados fora do ambiente Jira.

Link do app Scrum Poker for Jira 

PlanIT Poker

O PlanIT Poker é uma ferramenta versátil que permite realizar o Planning Poker de forma fácil e personalizável. Ele oferece recursos para criação e estimativa de User Stories, integração com outras ferramentas de gestão de projetos e opções de personalização.

Prós do PlanIT Poker

  • Interface intuitiva
  • Disponível em plataformas web e mobile
  • Integração com outras ferramentas de gestão de projetos, opções de personalização

Contras do PlanIT Poker

  • Recursos limitados na versão gratuita
  • Pode requerer um tempo de aprendizagem inicial para se familiarizar com todas as funcionalidades
  • A versão gratuita pode ter limitações em relação ao número de usuários e projetos

Link do app PlanITpoker

Scrumvee

Descrição: O Scrumvee é uma plataforma online que permite realizar sessões de Planning Poker de forma simples e eficiente. Com o Scrumvee, é possível convidar a equipe, adicionar e estimar User Stories, além de acompanhar as estimativas e gerar relatórios.

Prós do app Scrumvee

  • Interface amigável, disponível na web
  • Fácil convite da equipe
  • Acompanhamento detalhado das estimativas, geração de relatórios

Contras do app Scrumvee

  • Recursos limitados na versão gratuita
  • Pode apresentar restrições em relação ao número de usuários e projetos
  • Pode exigir uma conexão estável com a internet para utilizar

Link do app Scrumvee

Os 7 melhores livros sobre Gestão de Produtos

No post recente intitulado “Os melhores 7 livros sobre Product Management (Gestão de Produto)“, destacamos uma lista com as sete principais obras sobre o tema.

Esta seleção oferece uma visão única sobre as estratégias, técnicas e práticas recomendadas que resultam no desenvolvimento e administração eficaz de produtos.

Entre os livros em destaque, temos “Inspired: How to Create Tech Products Customers Love“, “The Lean Startup”, e “Sprint: Como Resolver Grandes Problemas e Testar Novas Ideias em Apenas Cinco Dias“.

Essas obras são ricas em informações vitais para os profissionais que buscam aprimorar suas competências em Gestão de Produtos, e interessantes para quem deseja iniciar carreira nesta área.

Mais conteúdo sobre Metodologias Ágeis e Gestão de Produtos

Francilvio Roberto Alff

Olá! Eu sou Francilvio Alff, mas você pode me chamar de Chico Alff. Vou fazer o m3u jabá rapidinho, eu prometo! :D Minha formação acadêmica é diversificada, com raízes em Engenharia de Software e Análise e Desenvolvimento de Sistemas para a Internet. Também mergulhei na História e na Língua Italiana em minha jornada acadêmica, embora essa aventura ainda não tenha sido concluída. Meu primeiro contato profissional e real com o incrível mundo dos sistemas foi em 2007, enquanto fazia a minha primeira graduação na Itália. Trabalhei na implantação da solução Orange Salsa para a gestão dos "informatori scientifici del farmaco" na colossal multinacional farmacêutica GlaxoSmithKline (GSK). Com o passar dos anos, me vi cada vez mais envolvido pela tecnologia, e ao longo dessas quase duas décadas, me especializei em Engenharia de Software, mais precisamente nas disciplinas de Análise de Requisitos, Análise de Negócios e Gerenciamento de Projetos. Nesse percurso, trabalhei em projetos desafiadores para a administração pública, soluções de ERP para o varejo e indústria, inteligência artificial aplicada em soluções IOT e linguagem neural.. Em 2011 fundei juntamente com um velho amigo e tutor o site https://AnalisedeRequisitos.com.br que mantenho até hoje como uma prova viva do meu comprometimento com a engenharia de software. Minha determinação e meu desejo constante de aprender continuam me impulsionando em direção ao futuro, onde pretendo continuar unindo minha paixão pela tecnologia com meu amor pela aprendizagem e minha curiosidade insaciável. Junte-se a mim nessa jornada!

PRECISAMOS DE VOCÊ!

APOIE COM QUALQUER VALOR
R$ 2,00 / R$ 5,00 / R$ 10,00 / R$ 25,00…

 

Seu apoio é fundamental! Use o PIX para fazer sua contribuição e nos ajude a manter nossa missão de compartilhar conhecimento sobre análise de requisitos e software. Sua generosidade faz a diferença!

Faça sua Doação via PIX - Apoie nossa Causa

CHAVES PIX:
[email protected]
[email protected]
Não quero ajudar!